Buscar
  • Por Carolina Girardelli

Saiba mais sobre Depressão Pós-Parto


A depressão pós-parto é um quadro clínico severo que requer acompanhamento psicológico e psiquiátrico. Alguns sintomas são parecidos com o baby blues, só que muito mais intensos.

Cerca de 20% das mulheres puérperas são acometidas por esse quadro.

Assim como o baby blues, os sintomas aparecem por volta da primeira semana após o parto, porém podem perdurar até dois anos. São eles: irritabilidade, mudanças bruscas de humor, indisposição, doenças psicossomáticas, tristeza profunda, desinteresse pelas atividades do dia-a-dia, sensação de incapacidade de cuidar do bebê e desinteresse por ele, chegando ao extremo de pensamentos suicidas e homicidas em relação ao bebê.

Alguns fatores podem influenciar na predisposição da mulher em desenvolver esse quadro, são alguns deles: mulheres com sintomas depressivos antes ou durante a gravidez, que sofrem de TPM, com histórico de distúrbios afetivos, que passaram por problemas de infertilidade, que sofreram dificuldades na gestação ou no parto, grávidas pela primeira vez, mães solteiras, que perderam pessoas importantes, cujo bebê apresenta anomalias, que vivem em desarmonia conjugal, que se casaram em decorrência da gravidez, etc.

Se alguns sintomas são parecidos com o baby blues, como saber distinguir da depressão pós-parto?

Como já dito, os sintomas são bem mais intensos. O diagnóstico precoce é muito importante, para isso, o acompanhamento de um psicólogo na gravidez e pós-parto seria a melhor forma de evitar, atenuar ou reduzir a duração da depressão pós-parto. Se não cuidada adequadamente, coloca em risco o bem estar da mãe e do bebê, que inclusive pode ser afetado em sua saúde mental.

#depressãopósparto

14 visualizações

Amparo

C: (19) 99856-6842
 

São Paulo

C: (11) 99556-8275

Email

carolinagirardelli​​.psi@gmail.com

© 2013 by Carolina Girardelli